← Voltar

REGULAÇÃO

Falha no sistema da Susep prejudica corretor

Imprimir
Compartilhar no Telegram

susep

Em “live emergencial”, o CQCS discutiu nesta quinta-feira (21 de maio) os problemas enfrentados pelos corretores de seguros no processo de recadastramento na Susep.

O programa teve como convidado o corretor de seguros Alexandre Schmitt, de Blumenau (SC) que está há, aproximadamente, um mês tentando resolver um problema no sistema da Susep que o impede de recadastrar sua empresa. “Preciso da certidão da minha corretora para concluir um negócio, mas não consigo um contato com a Susep. Não tenho mais recursos, não sei o que fazer para encontrar uma solução”, lamentou o corretor, que já tentou contato por telefone, linha direta e email, recebendo como retorno, em todas as tentativas infrutíferas, apenas “respostas padrão”.

Na conversa com Gustavo Doria Filho, fundador do CQCS, Alexandre Schmitt revelou que, logo nos primeiros dias após o início do recadastramento, fez o seu recadastramento como corretor pessoa física.

Os problemas começaram quando tentou recadastrar sua corretora, pois não havia recebido o email com a confirmação. Ele mandou mensagens nos dias 27 e 29 de abril e 02 de maio, mas ouviu apenas respostas padrão. Tentou o 0800 (linha direta) e um telefone fixo da Susep, mas caiu em gravações. “Eu vi vários corretores que estão enfrentando o mesmo problema, pois não receberam usuário e senha. E não conseguimos contato com a Susep. Daqui a pouco o prazo está estourando. Essa é uma preocupação que não precisamos num momento desses. Mas, estamos aqui para ajudar e gostaríamos de ouvir a Susep.”, salientou.

Já Gustavo Doria revelou que fez um teste com os seus próprios dados de corretor de seguros, após ouvir um alerta do presidente da Fenacor, Armando Vergilio, sobre as falhas no sistema da Fenacor. “Pedi a um amigo que usasse meu CPF para meu recadastramento usado apenas o meu CPF. E ele conseguiu, mesmo usando um endereço errado. A Susep precisa de ajuda e deve assumir isso”, acrescentou.

Doria alertou ainda que, apesar de, esta semana, a Susep ter anunciado que estava disponibilizando o aplicativo do recadastramento para quem tem Iphone, através do apple store, ele encontrou falhas. Ao tentar abrir o documento em seu computador, que é da Apple, não conseguiu. Surgiu a mensagem que documento não era autorizado pela Apple para ser aberto. “É mais um problema. Como tem aplicativo no Apple store e a Apple não deixa abrir o arquivo?”, questionou.

Concluindo, Gustavo Doria disse que o CQCS está aberto para receber relatos de corretores de seguros que enfrentam problemas no recadastramento para tentar ajudar esses profissionais.

Fonte: CQCS