← Voltar

INSURTECHS

Susep: não dá para ter ‘modelo Uber’ no mercado de seguros

Imprimir
Compartilhar no Telegram

joaquim-mendanha-sincor-goiasO superintendente da Superintendência de Seguros Privados (Susep), Joaquim Mendanha, afirmou que o órgão regulador acompanha as discussões e o movimento de startups no segmento, as chamadas insurtechs, mas não será possível ter um “modelo de Uber” no segmento. “Não estamos falando de táxi ou de uma blusa, mas de renda, segurança, patrimônio. Em alguns casos, o segurado vai usar o produto que contratou no 11º mês da apólice. Imagine no caso de uma previdência. Portanto, a regulação é importante”, destacou ele a jornalistas, durante o evento Insurtechs & Inovação, promovido pelo CQCS.

De acordo com Mendanha, a Susep está ciente, contudo, de que o Brasil não pode ficar de fora da onda de inovação trazida juntamente com as insurtechs. O objetivo do regulador, conforme ele, é “tropicalizar” experiências do mercado internacional, possibilitando que essas empresas atuem no país e desenvolvam o mercado, mas sem deixar de lado questões como a segurança e a regulação.

Fonte: Época Negócios