← Voltar

ERA DIGITAL

A evolução tecnológica é ameaça ao corretor que não se atualiza, afirma especialista da área

Imprimir
Compartilhar no Telegram

Na primeira edição do ano, o quadro Pare e Pense da TV CQCS, apresentado pelo diretor executivo, Gustavo Doria Filho, alerta como a tecnologia pode afetar o futuro do corretor de seguros. “O desenvolvimento tecnológico está promovendo uma mudança total nos costumes, e as coisas que não prestamos atenção podem mudar as nossas vidas, especialmente para o corretor de seguros”, revela.

Doria lembra que, em breve, a tecnologia vai interferir cada vez mais no dia a dia do corretor. Só vai se destacar quem estiver exercendo a sua função de uma forma que uma máquina não pode exercer, agregando um valor que só uma pessoa na relação interpessoal consegue fazer. Ele adverte que o profissional de seguro tem que estar atento para essa futura apuração.

“A corretagem de seguros não vai acabar”, destaca Doria. Para ele, a tecnologia auxilia e facilita o entendimento de quem busca adquirir um seguro, entretanto, na hora da venda, entrar em contato com um corretor faz total diferença.

O diretor executivo finaliza com uma mensagem para 2018: “CQCS em parceria com a ITC, maior evento de inovação de Seguros do mundo, vai levar a maior comitiva de profissionais de Seguro que o Brasil jamais levou para qualquer evento internacional. Chegou a hora de inovar”, conclui o diretor executivo.

Confira o vídeo na íntegra:

Fonte: CQCS